Arquivos para posts com tag: 3 virgens (…)

(…)

Vicka, a mais empreendedora do grupo, a conselho da avó de Ivanka, levou uma garrafinha de água benta e aspergiu a visão, dizendo afoitamente: “Se tu és Nossa Senhora, fica conosco; se não, vai embora!”

NÃO A POUPEI

“Não a poupei – conta ela. Aproximei-me bem e joguei-lhe água. Acho que algum borrifo a deve ter atingido”
Vendo-se assim posta à prova, a Virgem limitou-se a conceder-lhe um pequeno sorriso.
– Quem é a senhora? – perguntou Ivanka.
E a resposta que veio em voz clara foi esta:
Sou a bem-aventurada Virgem Maria.
– Por que vem aqui e o que deseja?
A Virgem olhou para as pessoas presentes, demorando o seu olhar sobre cada uma. E respondeu:
Vim porque aqui há muitos cristãos verdadeiros. Desejo estar com vocês para converter e reconciliar a todos.*
A impressão no meio dos videntes e do povo era muito forte, de uma alta intensidade emocional e religiosa.
Mirjana perguntou pelo falecido avô, e a resposta foi que estava bem. Ivanka quis saber ainda se sua mãe mandara dizer alguma coisa. Resposta:
Disse que deve obedecer à avó e ajudá-la, porque já está velha e não pode trabalhar.
As respostas sobre a mãe de Ivanka deixaram as pessoas muito comovidas e confiantes. Algumas até se admiraram, porque aquela senhora não era assídua ao culto e morreu repentinamente, sem os sacramentos.
(…)
Na aparição desse dia, Vicka pediu à Senhora uma prova da sua presença, para as pessoas acreditarem.
Que aqueles que não veem acreditem como se vissem – foi a resposta.
(…)
A aparição durou cerca de 20 minutos.

CESCA, Olivo. Medjugorje urgente. Porto Alegre: Pallotti, 1988. pp. 16-8

Pois bem, foi neste dia de agosto de 1981 que os videntes de Medjugorje, pela manhã, foram à missa e na volta se encontraram reunidos numa eira, com um grupo de amigos. Eram em torno de 40 pessoas. Só estavam ausentes Vicka e Jakov. Apenas começaram a rezar, a Senhora apareceu. E avisou que naquele dia todos podiam tocá-la. Foram postos em fila e, um a um, se aproximavam e a tocavam, sob orientação de Marija, que lhes indicava o exato lugar onde se encontrava.
Neste dia, porém, ocorreu um fato estranho. Do contato das mãos de muitos ficava uma nódoa em Nossa Senhora, tanto que no fim sua veste aparecia profusamente manchada.
Tudo terminado, já se dispunham a sair, quando Marija rompeu a chorar. Foi acudida por Marinko. “Que tem, menina? Por que chora?”, perguntou-lhe. E teve esta resposta: “Por que me pergunta? Como é possível não chorar? Não viu que a Senhora saiu daqui completamente suja?” E lhe explicou que as manchas no vestido foram causadas pelo contato das mãos daqueles que tinham o coração impuro.
Diante desta revelação, Marinko virou-se para os presentes e comandou: “Pessoal, amanhã, todos a confessar-se”.

CESCA, Olivo. Medjugorje urgente. Porto Alegre: Pallotti, 1988. p. 28

* Pouco tempo depois da morte de Tito, catolicismo se confunde com nacionalismo na então Iugoslávia. Nossa Senhora aparece em momentos cruciais, vide Fátima, rezando em Portugal pela Rússia, 1917.

aparições de poetas, Browne, Shak, Thomas, Nicholas Greene, O. e sua vocação, volta aos cães, primeira menção a Milton, no café, até agora só homens, Pope, Swift, Addison, Johnson, Boswell, sra. Williams, menção a Shelleq, ironia que é veiculada qdo se explicita o caráter construído/literário da historiografia e das biografias, transformações sociais, Quixote, chegada de Isabel, mundo isabelino, primeiro poeta, a grande geada (Jaime), chuva (gótico?), (Carlos), imperialismo, monumentos em Londres, urbanização, salonières, nuvem, (Vitória), aliança, trem, livraria, luz, tecnologia has (??), metamorfoses/carreira, Ordem da Jarreteira, amor (varonil), grande sono, 30 anos, mobilização, festas, Constantinopla, Ordem do banho = duque, roubam coroa e jarra, cigana, matriz heterossexual, estou crescendo, roupas, casa, gravidez, fantasma, 1/11/1927, contemplação, solidão, amor, 3 virgens (…), o último capítulo tem uma unidade ppria, e o final é condizente com ele, carvalho (amarrou seu coração), O. p/ Eliz., livro, lareiras, paisagem, poema, poema, poema, poema, poema, poema, seg., figueira, maolína (?), figueira, ganso selvagem, sono, metáfora (bom p. comer), 3 filhos, fé – natureza, cristianismo, uma história da poesia, amores – russa andrógina = Sacha, 3 nobres, amores insípidos, Harriet Griselda, romena, travestida? (Nell Gwyn, flerte), adorado por mulheres e poetas, mulher e homem, grande dama, homem, Rosina Pepita, capitão, sumiram, Shelmerdine

isso serve para: cada coisa entre vírgulas tem referência de página, se alguém quiser. minha edição é da nova fronteira, mas é a mesma tradução do círculo (Cecília Meireles) e deve ter um esquema pra equiparar páginas.