Arquivos para posts com tag: volta aos cães

arranquei um pedaço da cidade, eu segurei na minha mão, por tempo indeterminado, um pedaço de uma cerca de proteção.
eu esfreguei até suar a casca da árvore na minha pele, por tempo indeterminado, e mergulhei a cabeça na fumaça de um carro, de um passante, de uma pomba e respirei como uma baleia no cio, uma baleia seca que precisava da água de um chafariz.
Eu te observava enquanto me observava conquistar uma nova porção de terra, que era uma nova porção de ouro naquele momento específico.
Correr como crianças selvagens era diluir o foco dos moribundos humanos que nos atravessam em seu trajeto diário pela praça. Uma rotina invísivel e incostestável era traçada entre nossos dentes. E você me atravessa como estaca fincada, para dominar e diluir o que ainda restava de mim. As fontes que jorram são facilmente manipuladas quando você se torna o próprio líquido que dela sai.
As salivas e as serpentes afundam.

Anúncios

sasha diz:
 
Orlando , prihodite ko mne
Orlando , posmotrite mne v glaza
Orlando , ya lisa
Orlando , ya lisa v snegu
Orlando , ya lisa v sneg belyĭ
Orlando , ya belyĭ plavleniya Novyĭ lisa
YA istekayu krovʹyu
YA istekayu krovʹyu
YA istekayu krovʹyu
YA istekayu krovʹyu i rasplava
Orlando
prishel ko mne
prishel ko mne
prishel ko mne
prihodyat ko mne i rasplava
rasplava
rasplava
rasplava
rasplava

guilherme marks.

Verdade, não saias da tua horrorosa caverna! Oculta-te mais profundamente, medonha Verdade! Pois tu ostentas à claridade brutal do sol coisas que mais valera não terem sido vistas nem feitas; tu descobres o vergonhoso; esclareces o obscuro. Oculta-te! Oculta-te! Oculta-te!

Woof, V. Orlando. Trad. Cecília Meireles. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1978. p. 75

aparições de poetas, Browne, Shak, Thomas, Nicholas Greene, O. e sua vocação, volta aos cães, primeira menção a Milton, no café, até agora só homens, Pope, Swift, Addison, Johnson, Boswell, sra. Williams, menção a Shelleq, ironia que é veiculada qdo se explicita o caráter construído/literário da historiografia e das biografias, transformações sociais, Quixote, chegada de Isabel, mundo isabelino, primeiro poeta, a grande geada (Jaime), chuva (gótico?), (Carlos), imperialismo, monumentos em Londres, urbanização, salonières, nuvem, (Vitória), aliança, trem, livraria, luz, tecnologia has (??), metamorfoses/carreira, Ordem da Jarreteira, amor (varonil), grande sono, 30 anos, mobilização, festas, Constantinopla, Ordem do banho = duque, roubam coroa e jarra, cigana, matriz heterossexual, estou crescendo, roupas, casa, gravidez, fantasma, 1/11/1927, contemplação, solidão, amor, 3 virgens (…), o último capítulo tem uma unidade ppria, e o final é condizente com ele, carvalho (amarrou seu coração), O. p/ Eliz., livro, lareiras, paisagem, poema, poema, poema, poema, poema, poema, seg., figueira, maolína (?), figueira, ganso selvagem, sono, metáfora (bom p. comer), 3 filhos, fé – natureza, cristianismo, uma história da poesia, amores – russa andrógina = Sacha, 3 nobres, amores insípidos, Harriet Griselda, romena, travestida? (Nell Gwyn, flerte), adorado por mulheres e poetas, mulher e homem, grande dama, homem, Rosina Pepita, capitão, sumiram, Shelmerdine

isso serve para: cada coisa entre vírgulas tem referência de página, se alguém quiser. minha edição é da nova fronteira, mas é a mesma tradução do círculo (Cecília Meireles) e deve ter um esquema pra equiparar páginas.